CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Airson Oliveira
Poesias do Coração
Textos


JURAS DE AMOR
 
Foi como...
Uma punhalada em meu peito
Que aquela ingrata alimentou uma dor
Fazendo promessas vans
Me enganou de um jeito
Fingindo-se de apaixonada
Fazendo juras de amor.
 
Acreditei nas palavras
e em seus afagos também
E em seus beijinhos molhados
que alimentavam a paixão
E nas promessas de amor
que me deixaram refém
Mas, a ingrata partiu
ferindo o meu coração.
Airson Oliveira
Enviado por Airson Oliveira em 16/07/2017
Alterado em 22/07/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários